Sementes germinam em Paraisópolis. Sementes literais, na horta comunitária que abastece o Bistrô Mãos de Maria. Sementes simbólicas, contidas em cada livro da nova biblioteca do Pró-Saber e nas sapatilhas que dançam e sonham no Ballet.

O Grupo Mulheres do Brasil, representado por 9 mulheres, percorreu parte do roteiro cultural da comunidade que fica no Morumbi, em São Paulo, no dia 23 de abril. Caminhando pelas ruas, fica óbvio que o poder público está ausente nesse lugar que sonha com a urbanização, sonha em ser bairro. Mas as pessoas que lá estão transbordam cultura, criatividade e garra. Mil meninas e meninos estão na fila para entrar no Ballet Paraisópolis, que ensina hoje 200 crianças e jovens. O projeto conta com a dedicação de excelentes professores e pulsa com o coração da diretora, professora e coreógrafa Monica Tarragó.

O Bistrô Mãos de Maria, criado e coordenado por Elizandra Cerqueira, ganhou um prêmio no evento global do Instituto Stop Hunger, realizado em Paris em 2018. O bistrô capacita mulheres da comunidade com aulas de culinária. Trabalhando com os insumos da horta orgânica, elas geram renda fazendo a comida deliciosa servida no espaço, que recebe visitantes de dentro e fora do país. Elizandra também faz parte do Grupo Mulheres do Brasil, trabalhando nos Comitês Combate à Violência contra a Mulher, Conexão Comunidades, Empreendedorismo e Igualdade Racial.

O Pró-Saber, fundado no Rio de Janeiro em 1987, escolheu a comunidade de Paraisópolis para abrigar sua sede em São Paulo, inaugurada em 2003. A unidade trabalha na melhoria do processo de alfabetização de crianças através da literatura com brincadeiras, música e jogos e com a participação ativa da família e da comunidade. Recentemente, foi inaugurada uma biblioteca com as portas abertas para a rua, agregando ainda mais os moradores.

Há muito o que conhecer em Paraisópolis. Encerro este post com a Casa de Pedra, um lugar mágico e inesquecível. Seu Estevão, o Gaudí brasileiro, fez do espaço uma escultura incrustada dos mais variados objetos. Lá dentro, parece que estamos em uma realidade paralela. As fotos mostram só detalhes. Recomendamos a visita!