Secretário geral do órgão, António Guterres, chama a atenção para o fato de as mulheres representarem menos de 30% dos pesquisadores em todo o mundo

No Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, celebrado neste 11 de fevereiro, o secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), António Guterres, conclamou a comunidade empresarial global a se comprometer a acabar com o desequilíbrio de gênero na área. Ele abriu sua mensagem do dia dizendo que, apesar de ser uma disciplina de cooperação, “a ciência está sendo contida por uma lacuna de gênero”.

É que, de acordo com dados da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), atualmente, menos de 30% dos pesquisadores em todo o mundo são mulheres e apenas cerca de 30% de todas as alunas selecionam, no ensino superior, áreas relacionadas a ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

A ONU considera que a ciência e a igualdade de gênero são vitais para a consecução das metas internacionais de desenvolvimento sustentável contidas na Agenda 2030 – seus 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) norteiam os trabalhos do Grupo Mulheres do Brasil.

Para Guterres, é preciso aproveitar todo o potencial humano, o que requer desmantelar estereótipos de gênero. “Isto significa apoiar carreiras de mulheres cientistas e pesquisadoras”, declarou.

O secretário ainda incitou a comunidade global a seguir as orientações dos Princípios de Empoderamento das Mulheres, desenvolvidos pela ONU Mulheres. Trata-se de um conjunto de sete considerações que ajudam a comunidade empresarial a incorporar em seus negócios valores e práticas que visem à equidade de gênero e ao empoderamento de mulheres.

Confira a seguir quais são esses princípios e o link para acessar seu formulário de adesão.

Princípios de Empoderamento das Mulheres:

  1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível.
  2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação.
  3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa.
  4. Promover educação, capacitação e desenvolvimento profissional para as mulheres.
  5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing.
  6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social.
  7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero.

Formulário de adesão neste link.