Por Elizabeth Scheibmayr e equipe do Comitê de Igualdade Racial

28 de junho de 2019, um dia especial!

O Comitê de Educação do Grupo Mulheres do Brasil foi chamado para participar da Jornada Pedagógica da Prefeitura de São Paulo para compartilhar experiências com gestores e professores da educação infantil e convidou alguns comitês para participar dessa jornada.

O Comitê de Igualdade Racial imediatamente aceitou esse desafio, pois acredita que diversidade e inclusão são temas para serem tratados na primeira infância e, ainda, que a autoestima e o respeito a diferença começam na tenra idade e o educador tem um papel primordial neste processo.

Equipe Comitê Igualdade Racial e profissionais da Educação Infantil – Foto: Divulgação

Acreditamos que trazendo educadores para essa causa, no futuro teremos uma sociedade mais igualitária. Com base nessas premissas nossa participação foi construída.

Chegou o grande dia!

As surpresas começam a chegam no CEU Parque Anhanguera. Ele fica na entrada da comunidade e, ao chegar, não imaginávamos o que encontraríamos.

O CEU é uma estrutura maravilhosa, muito bem cuidada, com piscina, biblioteca, quadras cobertas e não cobertas, espaço para aulas de dança e boxe, um fábrica lab, sala para grafite.

A comunidade e as crianças lindamente ocupam aquele espaço, as senhoras fazem suas caminhadas diárias, as crianças jogam bolas, ensaiam suas coreografias ao som de hip hop e funk. Os sons, as risadas, as brincadeiras tomam contam daquele espaço.

Pouco a pouco vai chegando os educadores e gestores, o espaço vai sendo construído para receber aquele grupo, cartazes indicativos, um gostoso café da manhã, sorrisos e uma disponibilidade para ajudar no que fosse preciso.

Nossa palestra seria realizada no auditório. Que espaço maravilhoso, nunca poderia se imaginar que encontraríamos um auditório tão bem estruturado.

Integrantes do Comitê de Igualdade Racial, no CEU Parque Anhanguera

O Sr. Sérgio, o homem da cabine de som, tão disposto a nos ajudar, apesar que foi desafiadora fazer os vídeos rodarem, baixar a apresentação, pois o equipamento não era dos mais modernos. No final, com leveza, tudo deu certo.

Os professores compartilham suas histórias de racismo na sala de aula e nas suas vidas… e como isto foi importante e restaurador.

Presenciamos sorrisos, choros, abraços, experiências e as dificuldades vivenciadas por aqueles educadores, mas, observamos também como estão imbuídos e comprometidos com uma educação de qualidade.

Valeu Comitê de Educação! Valeu Grupo Mulheres do Brasil