O Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil recebeu ontem, 23 de abril, na sua sede, em São Paulo, a profissional Agile Coach Maíra Blasi, para um bate-papo informativo sobre a Metodologia Ágil SCRUM. O objetivo do encontro Igualdade Ágil foi promover um ambiente de aprendizado em agilidade para gestão dos diversos projetos do Comitê.

Segundo Maíra, os métodos ágeis são uma alternativa à gestão tradicional de projetos. Eles nasceram nos braços do desenvolvimento de software, mas podem ser aplicados a qualquer tipo de projeto (inclusive aos que não se remetem à tecnologia) e vêm ajudando muitas equipes a encarar as imprevisibilidades, por meio de entregas incrementais e ciclos iterativos.

“Os métodos ágeis buscam promover um processo de gerenciamento de projetos que incentiva a inspeção e a adaptação frequente. É uma filosofia que acaba por incentivar o trabalho em equipe, a auto-organização, a comunicação frequente, o foco no cliente e a entrega de valor”, diz a especialista. Basicamente, são um conjunto de práticas eficazes que se destinam a permitir a entrega rápida e de alta qualidade do produto, tendo uma abordagem de negócios que alinha o desenvolvimento do projeto com as necessidades dos stakeholders.

Elizabete Scheibmayr, líder do Comitê de Igualdade Racial, destaca a importância do evento. “A especialista nos proporcionou uma agradável palestra sobre o universo da agilidade, bem como apresentou com muita leveza a Metodologia SCRUM, focando suas peculiaridades e as possibilidades de adaptação para uso da ferramenta na gestão dos projetos do Comitê”, afirma a líder.

Por: Kátia Rodrigues, Comitê de Igualdade Racial