O Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) em 1966. O dia 21 de março foi escolhido em memória ao Massacre de Sharpeville, ocorrido na mesma data, em 1960, em Joanesburgo, na África do Sul.

Na ocasião, 20 mil pessoas faziam um protesto pacífico contra a Lei do Passe, que obrigava a população negra a portar um cartão que continha os locais onde era permitida sua circulação, mas a polícia do regime de apartheid agiu brutalmente deixando 69 mortos e 186 feridos. Segundo a ONU, a data é considerada um marco na luta da população negra contra a discriminação e o racismo estrutural.

O Artigo I da Declaração das Nações Unidas sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação Racial diz:

“Discriminação Racial significa qualquer distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada na raça, cor, ascendência, origem étnica ou nacional com a finalidade ou o efeito de impedir ou dificultar o reconhecimento e exercício, em bases de igualdade, aos direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, econômico, social, cultural ou qualquer outra área da vida pública”.

O Comitê de Igualdade Racial, do Grupo Mulheres do Brasil, reverencia a todos aqueles que lutam incansavelmente pela representatividade da população negra brasileira, como o Movimento Negro Unificado, e a todos aqueles que elevaram suas vozes pela igualdade de direitos; mas também chama à reflexão para que sigamos em frente em nossa luta pela inclusão social e igualdade de sonhos e oportunidades hoje, assim como em todos os demais dias do ano.

Saiba mais sobre as ações de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil:

Plugar Igualdade Racial – Tocando no assunto

Fatos que tornaram nossa sociedade tão injusta

Combater o preconceito começa por nós

Como se operacionaliza a discriminação nas empresas