Na manhã de hoje, 11 de maio, o Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil realizou a 4a edição do Brincando e Aprendendo, evento do qual participaram muitas crianças, inclusive dos projetos Sonhar, Juntos Somos Um. Ao total, 100 pessoas lotaram a sede da ONG, localizada no bairro do Paraíso, em São Paulo. O objetivo do evento era ‘falar’ na linguagem dos pequenos sobre diversidade e igualdade racial.

Foto: Divulgação

A recepção ficou por conta dos representantes da Turma da Mônica, a Milena e o Jeremias que ‘arrasaram’ nas fotos e brincadeiras com a meninada. Jeremias é um dos primeiros participantes dos contos de Maurício de Sousa. Ele e Milena, criada em 2017, tiveram recentemente sua imagem atrelada à importância da luta pela inclusão de todas as cores no imaginário infantil.

Foto: Divulgação

Em seguida, Janine Rodrigues, escritora e ativista, encantou com a história de Nuang e sua família. Moradora de um povoado, onde todos eram conhecidos pela beleza de seus cabelos afro e pelo coração grande, Nuang adorava ouvir história de seus avós. Um dia todos foram capturados e colocados em um navio, com um destino misterioso. A história narra a fuga e a busca pela liberdade dessa família, com graça e leveza.

O evento teve também brincadeira com a equipe de Carol Arteira com slime, uma massa de cola colorida, que brilha e muda de forma conforme a criança modela. Diversão garantida!

Foto: Divulgação

Ainda teve sorteio de algumas lembranças, inclusive de uma linda boneca da Loja Preta Pretinha, doada especialmente para o evento, que contou ainda com o patrocínio de CKZ diversidade.

Ao final, Angela Alves do Projeto Sonhar contou que muitas delas nunca tinham tido contato com um escritor. Esse projeto da zona Sul paulistana tem como objetivo a transformação social e promoção da igualdade.

Lara Franciulli, do Projeto Juntos Somos Um, também falou de sua felicidade em trazer as crianças do Jaçanã, na zona Norte. A ONG – que tem a estratégia de ocupar espaços públicos e usufruir dos instrumentos culturais para ampliar as perspectivas das crianças vindas da comunidade, relatou alguns depoimentos dos participantes: “Muitos disseram ‘foi o melhor dia da minha vida’ ou ‘melhor do que brincar com os amigos na rua’”, relata Lara.

Foto: Divulgação

“O Comitê Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil agradece a participação de todos que vieram brincar nesta manhã, que ajudaram o dia acontecer e lembra, diversidade importa”, ressalta Kelly Castilho, uma das líderes do Comitê.

Por: Comitê de Igualdade Racial