Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), menos de 30 % dos pesquisadores no mundo são mulheres, o que atesta que mulheres e meninas continuam excluídas do ambiente científico.

Para promover a conscientização sobre a importância da igualdade de gênero na ciência para o desenvolvimento sustentável, a ONU instituiu em 2015, o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência, celebrado em 11 de fevereiro, liderado pela UNESCO e pela ONU Mulheres, em colaboração com instituições e parceiros da sociedade civil.

“A igualdade de gênero deve ser considerada um meio fundamental para promover a excelência científica e tecnológica. A UNESCO está comprometida em promover a igualdade de gênero ‘nos e pelos sistemas educacionais’, desde a pré-escola até a educação superior, em estruturas formais e não formais; e em todas as áreas de intervenção, desde infraestrutura de planejamento até na formação de professores”, anuncia a organização em seu site.