Um programa piloto dará oportunidade a 20 mulheres de Ribeirão Preto de ingressarem profissionalmente na área da Construção Civil. Trata-se do curso “Reparos Residenciais”, com duração de 74 horas, idealizado pelo Leroy Merlin, com os apoios do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Ribeirão Preto e do Instituto da Construção.

O objetivo do projeto é resgatar a autonomia e a autoestima de mulheres em situação de vulnerabilidade social e econômica, e inserir mão de obra feminina qualificada no mercado da Construção Civil de Ribeirão Preto, como colaboradora ou empreendedora.

O curso teve início dia 27 de janeiro, e é voltado exclusivamente para mulheres que, além de se qualificar, querem transformar suas histórias e se tornarem protagonistas em um mercado ainda considerado masculino. “As mulheres têm ocupado seus espaços na sociedade e no mercado de trabalho e acreditamos que elas podem romper mais esse paradigma”, diz Salete Flores, uma das líderes do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Ribeirão Preto.

Reunião de planejamento da equipe de coordenação – Foto: Divulgação

No curso, as futuras especialistas em Reparos Residenciais aprenderão sobre diversos consertose instalações nas áreas de elétrica, pintura, hidráulica, alvenaria, revestimentos, entre outros e, quando necessário, indicar um profissional habilitado para a realização de procedimentos mais complexos.

Regina Paixão Barreto, também líder do Núcleo Ribeirão Preto, explica que, por ser uma profissão com grande potencial de ser exercida de forma autônoma, é uma atividade que desperta o interesse feminino, pois dá à mulher mais flexibilidade para conciliar o cuidado com os filhos e outras demandas.

“Outro ponto é que a dependência financeira da mulher faz aumentar seus riscos de sofrer violência e se manter em relacionamentos abusivos. Por meio do trabalho e geração de renda, estas mulheres ganham mais autonomia”, conclui Regina.