A artesã Edna Maria Costa de Paiva sonhava em levar o encanto de suas bonecas de pano para crianças de instituições beneficentes. Essa ideia surgiu ao perceber o sucesso que suas peças alegres e coloridas faziam entre a criançada, pelas feiras de artesanato, em João Pessoa, PB.

Foi quando obteve o apoio do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo João Pessoa, conseguindo um local para que instalasse um ateliê e recrutasse mais voluntárias dispostas as abraçar a causa. Começaram com apenas cinco mulheres.

Assim surgiu o Projeto Abraço, há quase um ano, que atualmente conta com 30 participantes, que se reúnem mensalmente para confeccionar bonecas e naninhas que serão doadas a instituições. “No ano passado confeccionamos 100 peças que foram doadas às crianças do Hospital Arlinda Marques”, conta Socorro Alencar, líder do grupo de voluntárias em João Pessoa.

As próprias artesãs se cotizam para arrecadar os materiais que são utilizados nas peças. “O material é doado pelas artesãs que participam das oficinas. Mas já há pessoas de fora, simpatizantes do projeto que estão começando a doar. É uma outra forma de participar”, explica Edna Maria. Para este ano, elas esperam ampliar a produção, pois há mais voluntárias interessadas em participar das oficinas, e que mais instituições sejam contempladas.

De acordo com Socorro, o Projeto Abraço beneficia não só as crianças que recebem as bonecas, mas também as mulheres voluntárias que as produzem. Percebemos a alegria no olhar das crianças que recebem o presente, mas também há uma transformação na vida das mulheres que confeccionam as peças, proporcionado pela convivência e pelo aprendizado compartilhado nas oficinas, além da satisfação de doar”, ressalta a líder.