*Posicionamento Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil

Magazine Luiza lança programa de trainee só para negros

O Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil promove ações de impacto para acabar com a desigualdade presente há 300 anos em nossos país. Além de orientarmos jovens mulheres negras sobre como ascender no mercado de trabalho, promovemos conversas com executivos de grandes empresas a fim de esclarecer sobre o racismo estrutural e conscientizar sobre a necessidade de treinar e dar oportunidade à população negra para que ela migre de cargos com remuneração mais baixa para posições de liderança.

Ao anunciar um programa de contratações voltado exclusivamente à população negra, o Magazine Luiza assume um posicionamento fundamental na luta antirracismo e inspira outras empresas a seguir o mesmo caminho. Sai do discurso e atua na prática para que mudanças reais aconteçam. É natural que isso ocorra, pois estamos falando de uma companhia que tem como presidente de seu Conselho a executiva Luiza Helena Trajano, presidente e fundadora do Grupo Mulheres do Brasil.

Ter um processo que crie oportunidades para profissionais negros é uma ação afirmativa que repara uma injustiça histórica. Ninguém ofende uma pessoa por ela ser branca, ou deixa de contratá-la e promovê-la pela mesma razão.

O Magazine Luiza entende que ter 53% de negros em seu quadro de funcionários não basta se apenas 16% estão em cargos de liderança.

O Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil, que foi uma das instituições consultadas para este programa, apoia o Magazine Luiza e se coloca à disposição para outras empresas que desejem enfrentar o racismo estrutural em seu quadro de funcionários.

Vidas negras importam, sim! E isso precisa ficar claro no mercado de trabalho, nos cargos de liderança e nos conselhos de administração das organizações.

Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil.