Agora é a hora das mulheres negras francanas receberem todo o gás do Aceleradora de Carreiras, que pela primeira vez será desenvolvido fora da cidade de São Paulo. O programa, que está em sua terceira edição, será realizado nos dias 24, 25 e 26 de maio, no Luiza Labs de Franca-SP, o Laboratório de Tecnologia e Inovação do Magazine Luiza, e a intenção é que, posteriormente, seja replicado para todos os Núcleos Regionais do Grupo Mulheres do Brasil.

O Aceleradora de Carreiras é uma iniciativa do Comitê de Igualdade Racial e surgiu a partir da constatação da falta de mulheres negras em cargos de lideranças. “Há ações afirmativas para contratação de mulheres negras nas atividades iniciais, como estagiárias e trainees, mas não se via uma ascensão profissional”, diz Mayra de Castro, integrante do comitê e idealizadora do projeto.

Diante desse contexto, foi criado o programa com o objetivo de trabalhar competências e habilidades para que mulheres negras possam ascender na carreira, bem como criar canais para conversar com as empresas mostrando que essas profissionais estão prontas para alcançar novos voos dentro das organizações.

A programação consiste no desenvolvimento de competências de liderança, como autoconhecimento, comunicação, finanças, imagem e estilo, planejamento de carreira e mentoria individual.

Para Josiane Barbosa Oliveira, que divide a coordenação do Comitê de Igualdade Racial do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Franca, com Carmelita Vitor Spreen, ter acesso a esse programa, que proporcionará crescimento pessoal e profissional, representa um movimento inovador para as participantes.

“Sabemos que nosso meio social ainda não estimula de modo especial as pessoas que têm especificidades. Este workshop visa identificar essas necessidades nas participantes que sairão mais empoderadas”, afirma Josiane.

As inscrições para a pré-seleção estão abertas até 12 de maio e podem ser feitas neste link. Estão disponíveis 30 vagas para mulheres negras e pardas, de 18 a 35 anos.