A igualdade de gênero continua em pauta em várias ações pelo país durante o mês de março, quando é celebrado o mês da Mulher. A ONU instituiu para esta edição do Dia Internacional da Mulher o tema Pensemos em Igualdade, construção das mudanças com tecnologia e inovação, para estimular o debate sobre a equidade no mercado de trabalho e a inclusão de mais mulheres principalmente nas áreas da ciência.

 

De acordo com a ONU, as mulheres estão representadas de forma insuficiente nesse segmento, fato que prejudica o desenvolvimento de inovações que podem ser transformadoras para a sociedade.

Grupo Mulheres do Brasil vem atuando nesse contexto, com ações práticas e de conscientização sobre a importância da mulher no campo da Ciência e Tecnologia. E com esse propósito, o Grupo realizou em Campinas, no dia 12 de março, um bate-papo sobre Meninas na área de Exatas para cerca de 70 meninas participantes do projeto Patrulheiros Campinas.

Durante o evento, as jovens foram inspiradas sobre as tendências de mercado, a falta de profissionais na área, a descoberta de talentos e receberam orientações sobre as várias ramificações da engenharia, matemática, estatística e ciências da computação, em palestra apresentada por Adriana Camargo, líder do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Campinas. Em seguida, houve um debate sobre o tema com Adriana Braga, coordenadora da área Engenharia da FACAMP, Gabriela Dias e Jéssica David, estudantes de Engenharia de Produção, e Jaqueline Modesto, coordenadora de RH da Happy Code.

“As jovens apontaram alguns desafios para seguir nesta área e também muitas dúvidas sobre a escolha profissional. Por isso, vamos viabilizar palestras e testes vocacionais para ajudá-las em suas escolhas. Além disso, queremos fazer um ‘hackaton’ (maratona de programação) com essas jovens e premiar algumas meninas com bolsa de estudos num curso de programação”, relata Adriana Camargo.